Sua enciclopédia

Geografia

27/05/2013 14:43

Geografia é a ciência que estuda o planeta Terra . A Geografia estuda a superfície terrestre. A origem etimológica do termo é derivada dos radicais gregos geo = "Terra" + graphein = "escrever". Descreve as paisagens que resultaram da relação entre o homem e a natureza. Desde a mais alta antiguidade o homem se preocupava com o conhecimento do espaço em que vivia. Às vezes esse conhecimento era uma resposta desejada pela curiosidade. Outras vezes tais conhecimentos tinham objetivos econômicos ou político. O modo como é tratado sistematicamente o conhecimento da Terra é o objetivo específico da Geografia. A Geografia é uma disciplina que nasceu na própria origem humana. Mas só se tornou uma ciência somente depois que a civilização grega floresceu.

A superfície terrestre é composta basicamente da Atmosfera , da litosfera, da hidrosfera e da biosfera. É o habitat, ou meio ambiente. Nela vivem os seres humanos, os animais e as plantas.

A área da superfície da Terra é habitável. Ela apresenta diversas características. Uma das principais é a complexidade interativa dos elementos físicos, biológicos e humanos. Dentre esses elementos podemos citar o relevo, o clima, a água, o solo, a vegetação, agricultura e aurbanização. Outra característica é como o ambiente varia muito de um lugar para outro, conforme os lados antagônicos: de um lado os trópicos e, por outro as regiões polares frias, os desertos áridos ao contrário das florestas equatoriais úmidas, as vastas planícies rebaixadas em contraposição às montanhas íngremes e as superfícies geladas e despovoadas em oposição às grandes metrópoles que ultrapassam os milhões de habitantes. Outra característica ainda é a regularidade de determinados fenômenos já registrados. Trata-se dos climas. A regularidade dos fenômenos climáticos permite que se generalize sua distribuição no espaço geográfico. Os exemplos mais verdadeiros são as medidas térmicas e pluviométricas. As medidas térmicas e pluviométricas são os principais elementos climáticos para a agropecuária e outras atividades feitas pelo homem.

A geografia tem quatro preocupações particulares. Primeiro, a localização de seu objeto. Segundo, as inter-relações com os fenômenos (especialmente a relação entre a humanidade e o território, igualmente à ecologia). Terceiro, a regionalização. E, quarto, as áreas correlatas. Procura saber sobre os lugares onde há civilização, sua distribuição acima da superfície da Terra e os fatores de ambiente, cultura, economia e relativos a recursos da natureza. Esses fatores têm influência nessa distribuição. Trata-se de uma tentativa de respostas a perguntas sobre a possibilidade de reconhecimento populacional de uma região, modus vivendi e cultura e sobre os movimentos e relações ocorridas nos lugares diferenciados. Foram sistematizados como disciplina acadêmica em atribuição aos pesquisadores Alexander Von Humboldt e Carl Ritter, que viveram no  Século XIX.

Etimologia 

A origem etimológica do nome "geografia" é derivada do vocabulário grego geographía (γεογραπηία), que significa "descrição da Terra" e "carta geográfica". O termo é composto pelos radicais gregos geo = "terra", + graphein = "descrever". O nome da disciplina é representado no latim como geographia. Esta é a fonte do eruditismo em cinco línguas européias: em língua portuguesa e italiana, geografia (século XVI); em língua espanhola, geografia, (1615); em língua francesa, geographie (aproximadamente 1500); em língua inglesa, geography (século XVI). A palavra inglesa geography é um empréstimo do vocábulo francês e alemão Geographie (século XVI). O vocábulo alemão Erdkunde é derivado de duas palavras: Erde = "terra", + Kunde = "conhecimento". Esta palavra foi registrada pelo especialista em lingüística alemão Johann Christian Adelung (1732-1806), em 1774. Erdkunde é uma tradução de Geographie.

O conceito de geografia 

A geografia é uma ciência que estuda a relação entre a Terra e seus habitantes. Os geógrafos querem saber onde vivem os homens, as plantas e os animais, onde se localizam os rios, os lagos, as montanhas e as cidades. Estudam porque esses elementos se encontram onde estão e como eles se inter-relacionam. A palavra "geografia" vem do grego geographía (γεογραπηία), que significa descrição da Terra.

A geografia depende muito de outras áreas do conhecimento para obter informações básicas, especialmente em alguns ramos especializados. Utiliza os dados da química, da geologia, da matemática, da história, da física, da astronomia, da antropologia e da biologia e principalmente da Ecologia, pois tanto a Ecologia como a Geografia são estudos inter-relacionados, justamente porque estão preocupadas com as análises biológicas, de fatores geológicos e dos ciclos biogeoquímicos dos Ecossistemas, isto é, da relação entre os seres vivos (inclusive os povos) e seu meio ambiente.

Os geógrafos utilizam inúmeras técnicas, como viagens, leituras e estudo de estatísticas. Os mapas são seu instrumento e meio de expressão mais importante. Além de estudar mapas, os geógrafos os atualizam graças às suas pesquisas especializadas, aumentando assim o nosso conhecimento geográfico.

Como o conhecimento da geografia é útil às pessoas em sua vida cotidiana, o aprendizado da geografia se inicia no jardim de infância ou no ensino fundamental e estende-se até a universidade. O objetivo básico do estudo da geografia é o desenvolvimento do sentido de direção, da capacidade de ler mapas, da compreensão das relações espaciais e do conhecimento do tempo, do clima e dos recursos naturais.

O homem sempre precisou e se utilizou do conhecimento geográfico. Os povos pré-históricos tinham de encontrar cavernas para morar e reservas regulares de água. Tinham também de morar perto de um lugar onde pudessem caçar. Sabiam localizar os rastros dos animais e as trilhas dos inimigos. Usavam carvão ou argila colorida para desenhar mapas primitivos de sua região nas paredes das cavernas ou nas peles secas dos animais.

Com o tempo, o homem aprendeu a lavrar a terra e domesticar os animais. Essas atividades o forçaram a prestar mais atenção ao clima e à localização dos pastos. Mas a extensão de seu conhecimento certamente não ia além da distância que podia percorrer em um dia.

Hoje em dia, não podemos nos satisfazer com um conhecimento geográfico limitado à área que circunda nossas casas. Hoje, nem mesmo basta às pessoas conhecer as terras e os mares próximos, como acontecia na época do império Romano. Para satisfazer nossas necessidades, precisamos saber um pouco da geografia da Terra inteira.

Geografia no Brasil 

Quanto ao conhecimento geográfico no Brasil , não se pode deixar de observar a grande importância e influência do Geógrafo mais reconhecido do país seguido de Aziz Ab’ Saber e seu pioneirismo, não por profissão, mas por méritos, Milton Santos. Com várias publicações, Milton Santos, tornou-se o pai da Geografia Crítica que faz análises e fenomenológicas dos fatos e incidências de casos. Isso é importante, visto que a Geografia é uma ciência global e abrangente, e somente o olhar geográfico aguçado consegue identificar determinados processos, sejam naturais ou sócio-espaciais. Vale ressaltar também os importantes estudos do professor Jurandyr Ross, que se dedicou a mapear, de forma bastante detalhada, o relevo brasileiro além das inúmeras publicações do professor doutor José William Vesentini que se tornaram referência no estudo da Geografia no Brasil.

Não podendo esquecer-se de geógrafos como Armen Momigonian, Manuel Correia de Andrade, Roberto Lobato Corrêa, Ruy Moreira, Armando Correa da Silva, Antonio Cristofoletti, Ariovaldo Umbelino de Oliveira, entre outros de outras épocas, não tão conhecidos como os que fizeram suas carreiras na Universidade de São Paulo.

A função social 

Uma imagem tradicional da disciplina geográfica é a de uma área do conhecimento cuja dedicação é a memorização dos topônimos de lugares e acidentes geográficos (países, territórios, capitais, municípios, estados, províncias, departamentos, distritos, bairros, povoados, vilas, comunidades, rios, montanhas, ilhas, arquipélagos, penínsulas, cordilheiras, serras, lagos, lagoas, baías, promontórios, praias, oceanos, mares, golfos, ferrovias, rodovias, hidrovias, fazendas, edifícios, condomínios, etc.). Este entendimento está inteiramente afastado da vida real de hoje.

A geografia é uma disciplina socialmente importante, porque é o estudo das ligações entre a população e o território em que vive. Mas também, é a única disciplina que tem a capacidade de falar sobre os problemas espaciais a partir de um panorama global, pois levam em consideração os elementos complexos e as ligações ocorridas na superfície da Terra, tornando proporcionais instrumentos de representação gráfica de todos os fenômenos ou atividades a serem desenvolvidas.

Fonte: wikipedia

 

 

Pesquisar no site

Contato

alternativa http://alternativa22.webnode.com/